sexta-feira, 30 de novembro de 2012

Réu do caso Ramalho é condenado por homicídio doloso e pega 15 anos

João Paulo foi responsabilizado por acidente que matou três em 2007.
Julgamento durou mais de 16 horas em João Pessoa.

Terminou por volta das 5h30 (horário local) desta sexta-feira (30), no 1º Tribunal de Júri, no Fórum Criminal da Avenida João Machado em João Pessoa, o julgamento de João Paulo Guedes Meira. O júri popular entendeu que o réu deveria ser condenado pelo crime de homicídio doloso, quando se tem a intenção de matar. Ele foi responsabilizado pela morte de três integrantes da família Ramalho e mais duas lesões graves provenientes de um acidente automobilístico que aconteceu em João Pessoa, em 2007.

Diante da decisão do júri, o juiz Marcos William de Oliveira definiu a sentença de 15 anos a ser cumprida em regime fechado em um presídio estadual. Ele foi punido por ter dirigido sob o efeito de álcool, ignorando os semáforos fechados. Segundo a decisão dos jurados, o réu tinha consciência da licitude do fato ao assumi-lo.

Nas considerações finais, o promotor Alexandre Varandas fez questão de enfatizar que até as pessoas que estavam no carro de João Paulo atribuem a culpa do acidente a João Paulo, o que raramente acontece, uma vez que geralmente essas pessoas são amigas. “Ele não apenas matou três pessoas como também provocou lesões corporais graves. O desfecho poderia ter sido mais grave, tudo por uma conduta irresponsável estimulada pelo uso de álcool. Eu posso afirmar sem medo de errar: ele tomou mais de um copo de cerveja. não é presunção, é convicção”, disse o promotor. “Não há duvidas que houve dolo eventual”.
Sentença foi proferida por volta das 5h30 (Foto: Krystine Carneiro/G1) 
Sentença foi proferida por volta das 5h30
(Foto: Krystine Carneiro/G1)
O advogado de defesa Ricardo Siqueira também teve a oportunidade de apresentar suas ideias ao júri presente. Para a defesa, não há qualquer indício de que João Paulo assumiu a responsabilidade pelo acidente. Para Siqueira, ele não deve responder por homicídio com dolo eventual. “A família da vítima sofre com as perdas. A família do réu sofre a cadeia que ele está pagando”, comentou.

A fase plenária do julgamento terminou por volta das 2h15 e apenas cerca de três horas depois a sentença foi proferida.

O que disse o réu
No seu depoimento, João Paulo negou ter ultrapassado semáforos vermelhos, disse que todos os que encontrou na Avenida Epitácio Pessoa estavam verdes, e também negou ter bebido. “Só tomei um copo de cerveja, porque no outro dia tinha que abrir a loja do meu pai”, declarou.

Questionado pelo juiz sobre o porquê de o carro ter ficado tão destruído após o acidente, ele reafirmou que não estava em alta velocidade. “Eu acho que mesmo estando a 80km/h, sem você pisar no freio causa um estrago razoável”, pontuou.
João Paulo negou ter ultrapassado semáforos vermelhos (Foto: Jorge Machado/G1) 
João Paulo negou ter ultrapassado semáforos
vermelhos (Foto: Jorge Machado/G1)
O réu explicou que foi ao Instituto Médico Legal, onde fez o exame clínico para mostrar que não estava embriagado. Ele ainda disse que se recusou a fazer o bafômetro porque tinha um ferimento grande na testa e tinha perdido muito sangue. ”Todos os depoimentos são mentirosos. Eles querem somente me prejudicar”, afirmou.

João Paulo ainda declarou durante o depoimento que ficou foragido tanto tempo porque estava recebendo ameaças anônimas. Além disso, o réu afirmou que estava sofrendo muita pressão e que tinha medo de ser preso. “Eu não suporto mais tal situação. Se for para ficar preso, fico. Se for para pagar, eu pago. Por isso que me apresentei. A vida de foragido é pior do que a vida de preso”, comentou. O réu só se entregou à polícia no dia 14 de dezembro de 2011, quatro anos depois do acidente.

Juri se posicionou de frete para o juiz e de lado para o réu (Foto: Daniel Peixoto/G1) 
 Júri se posicionou de frente para o juiz e de lado
para o réu (Foto: Daniel Peixoto/G1)
O que disseram as testemunhas
A primeira testemunha a participar do julgamento, Aline Lacerda, que estava no carro do réu no momento do acidente, afirmou que não conhecia o motorista e estava pegando uma carona por causa de uma amiga em comum. Aline culpou João Paulo em vários momentos de seu testemunho. "Ele havia bebido e furou o sinal vermelho na hora da colisão. Eu cheguei a ver o velocímetro apontando 140 km/h. Todas as pessoas que estavam no carro pediam para ele diminuir, e ele respondia que quem quisesse descer que pulasse do carro", disse.
Roberto Guedes Cavalcanti Neto, parente das vítimas, que também estava no carro, descreveu os momentos do acidente durante seu depoimento. “O sinal ficou verde e meu pai ultrapassou o cruzamento. Quando ultrapassou, houve a colisão. Houve um barulho muito forte, eu não sabia se o carro tinha girado, não sabia o que tinha acontecido, só sabia que meu tio e meu irmão que estavam no banco de trás não estavam mais vivos”, disse. “A família ficou destruída. Por mais que a gente queira seguir em frente, nunca vamos tê-los de volta”.

Jório Gonçalves, por sua vez, afirmou em seu depoimento que o réu não estava embriagado, apesar de ter bebido. “João Paulo não apresentava exaltação de ânimos”, comentou. Ele também disse que não viu nenhum policial solicitar a realização do exame do bafômetro, apesar de constar nos autos do juiz que o réu não aceitou fazer o teste de alcoolemia e que há um termo de recusa.
Testemunha confirmou que réu dirigia de forma imprudente (Foto: Daniel Peixoto/G1) 
Primeira testemunha confirmou que réu dirigia de forma imprudente (Foto: Daniel Peixoto/G1)
O julgamento teve início por volta das 14h40 desta quinta-feira (29). O atraso de quase uma hora, já que a previsão era de início às 14h, foi motivado por causa de um problema disciplinar no presídio do Roger, que acabou atrapalhando a escolta.
O acusado chegou escoltado pela polícia ao 1º Tribunal de Júri, no Fórum Criminal da Avenida João Machado em João Pessoa. Familiares da defensora pública Fátima Lopes, morta em um acidente de trânsito semelhante também compareceram.

No acidente, que aconteceu na Avenida Epitácio Pessoa, na capital paraibana, morreram Antônio de Pádua Guerra Ramalho, Francisco de Assis Guerra Ramalho e Matheus Cavalcanti Ramalho.

O processo estava em aberto desde o ano do acidente e tramitou em várias instâncias, mas agora não existe mais recurso possível. Ele voltou para o 1º Tribunal do Júri, já passou pela aprovação do Ministério Público da Paraíba e foi julgado nesta quinta-feira (29). O réu aguardava o julgamento no Presídio do Roger. Ele se entregou à polícia no dia 14 de dezembro de 2011, quatro anos depois do acidente.

Mário Luiz (Carioca) com G1

Decisão atende reivindicação dos estados produtores, como Rio e ES

Dilma veta mudança na divisão dos royalties de contratos em vigor
A presidente Dilma Rousseff decidiu vetar o artigo 3º do projeto de lei aprovado no Congresso que diminuía a parcela de royalties e da participação especial dos contratos em vigor destinada a estados e municípios produtores de petróleo. O veto era uma reivindicação de estados como Rio de Janeiro e Espírito Santo, dois dos principais produtores.
Dilma também decidiu editar uma medida provisória que destina para a educação 100% dos royalties de estados e municípios provenientes dos contratos futuros de exploração de petróleo.
Os royalties são tributos pagos ao governo federal pelas empresas que exploram petróleo, como forma de compensação por possíveis danos ambientais causados pela extração. Participação especial é a reparação pela exploração de grandes campos de extração, como da camada pré-sal descoberta na costa brasileira recentemente.
O anúncio do veto foi feito pelos ministros Gleisi Hoffmann (Casa Civil), Aloizio Mercadante (Educação), Ideli Salvatti (Relações Institucionais) e Edison Lobão (Minas e Energia) na tarde desta sexta (30), último dia do prazo que a presidente dispunha para assinar a sanção do projeto aprovado pela Câmara.
Com o veto, fica mantida a atual distribuição dos recursos a estados e municípios produtores dos campos atualmente em exploração.
"O que se está fazendo é o aperfeiçoamento da lei, mantendo por outro lado aquilo que o Congresso Nacional deliberou para o regime de partilhas daqui para a frente", declarou o ministro Edison Lobão.
Futuros camposNo caso dos futuros campos, fica mantida a distribuição do projeto aprovado pelo Congresso, pela qual os estados produtores perdem participação.
Assim, estados produtores de petróleo que hoje recebem 26% do dinheiro terão a fatia reduzida para 20% em 2013. Os municípios com extração passam dos atuais 26,25% para 15%, em 2013, chegando a 4%, em 2020.
A participação especial dos futuros campos de exploração, atualmente dividida entre União (50%), estado produtor (40%) e município produtor (10%), passaria a incluir estados e municípios onde não existe extração. Em 2013, tanto estados como municípios recebem 10%. Em 2020, 15%. A nova lei reduz a parcela atual de 40% destinada a estados produtores para 32%, em 2013, e para 20%, em 2020.
Medida provisória
O secretário de Petróleo e Gás do Ministério de Minas e Energia, Marco Antonio Almeida, afirmou que a MP só valerá para novas concessões.
"A medida provisória vai produzir efeito para novas concessões. A primeira rodada de licitações ocorrerá em maio e, até lá, a medida estará aprovada", disse.
O ministro Aloizio Mercadante disse que, com a decisão, a presidente Dilma Rousseff não mexe nos contratos passados para não gerar uma "tensão federativa".
"Ela não mexe para trás na medida provisória, respeita integralmente os contratos existentes. Caso contrário, vamos ter impasse jurídico prolongado e uma tensão federativa. [...] O melhor caminho é repartir o que não foi dividido e a melhor divisão é a educação."

Mário Luiz (Carioca) com G1

Polícia apreende 30kg de crack com casal e adolescente

Polícia apreende 30kg de crack com casal e adolescente

A Delegacia e Repressão a Entorpecente (DRE) de João Pessoa realizou uma operação durante a manhã e tarde desta sexta-feira. Um homem de 33 anos, uma mulher de 38 e uma adolescente de 16 foram presos. Com o grupo, a polícia apreendeu 30 quilos de crack e também uma quantia de cocaína pura que estavam dentro de um residência no conjunto Cidade Verde, no bairro Mangabeira 8 (zona sul da cidade).
De acordo com a polícia, a droga vinha do Rio Grande do Norte para abastecer os pontos de tráfico da capital. A droga apreendida foi encaminhada para a Central de Polícia da capital paraibana e o casal será encaminhado para os presídios de João Pessoa. A adolescente foi conduzida para  a Delegacia do Menor Infrator.

Mário Luiz (Carioca) com Click PB

Graciella Carvalho posa para a ‘Sexy’ e fala de sexo após cirurgia íntima: ‘Me senti quase virgem’

 
Foto: Revista Sexy
Capa da “Sexy” de dezembro, Graciella Carvalho, a vice Miss Bumbum, revelou detalhes da pós-cirurgia íntima que realizou para deixar a parte íntima “mais bonitinha” para o ensaio. À publicação, a paulista de 27 anos contou que, por conta da operação, teve que ficar 30 dias sem sexo, mas já quebrou o jejum.
“Já reestreei, sim. E dá mais tesão. Me senti quase virgem”, diz, dando detalhes de como foi “reestrear” uma das coisas que, segundo ela, mais gosta de fazer:
“Foi incrível. Eu estava com medo, mas começou devagarzinho, fui relaxando e depois foi que foi. Aproveitei como se fosse a primeira vez”.
Foto: Revista Sexy
Sem pudores para falar de sexo, a morena ainda revelou que adora um “puxão de cabelo e uma xingadinha no ouvido” na hora h. Ela também disse ser adepta do luxo na hora do rala e rola, mas admitiu que já namorou no capô do carro e na pia da cozinha., e surpreendeu ao dizer que gostaria de repetir a experiência com outra mulher:
“Tem coisas que eu repetiria, como ficar com uma mulher. Já rolou com uma mulher e um cara, mas três pessoas é muita informação (risos).
Foto: Revista Sexy
Mário Luiz (Carioca) com Extra

Paraibano é encontrado morto em MG com crânio esmagado

O corpo da vítima apresentava indícios de espancamento, com ferimentos na cabeça, provavelmente provocados através de pauladas e/ou pedradas

O crânio da vítima foi esmagado
O crânio da vítima foi esmagado
A polícia encontrou o corpo do paraibano que estava desaparecido desde a última terça-feira (27), no Estado de Minas Gerais. Riceli Ferreira da Silva, 26 anos, teve o crânio esmagado e há indícios de que tenha sido vítima de latrocínio (roubo seguido de morte).
Riceli Ferreira, natural da cidade de Pombal, trabalhava em Minas Gerais com a venda de couro e materiais sintéticos, como sandálias, bolsas e carteiras. O corpo da vítima apresentava indícios de espancamento, com ferimentos na cabeça, provavelmente provocados através de pauladas e/ou pedradas.
O corpo de Riceli, foi localizado nesta quinta-feira (29), e levado ao Instituto de Medicina Legal. Posteriormente será encaminhado à Paraíba, pois seus familiares irão realizar o sepultamento na cidade de Pombal, onde a vítima nasceu.

Mário Luiz (Carioca) com Correio

Dilma veta parcialmente lei sobre royalties do petróleo que prejudicaria o Rio

Uma passeata na última segunda-feira, no Rio, contou com 200 mil pessoas pedindo para que a presidente vetasse o projeto
Uma passeata na última segunda-feira, no Rio, contou com 200 mil pessoas pedindo para que a presidente vetasse o projeto Foto: Gabriel de Paiva/ 26.11.2012
O governo federal anunciou, na tarde desta sexta-feira, que a presidente Dilma Rousseff sancionou, com vetos, o projeto de lei aprovado no Congresso Nacional, que muda as regras de distribuição dos royalties do petróleo. Caso fosse sancionado, as perdas do Rio até 2020 poderiam chegar a R$ 70 bilhões, segundo cálculos do governo do estado.
De acordo com a decisão tomada por Dilma, apenas os royalties dos novos campos — ainda não explorados — serão divididos com estados não-produtores, mas deverão ser usados exclusivamente para gastos com educação. As novas regras de distribuição dos royalties valerão para os contratos assinados a partir desta data.
— A MP a ser encaminhada ao Congresso tem como premissas o respeito a Constituição, aos contratos, definição de regras claras para garantir retomada de licitações, garantia da distribuição das riquezas a todo o povo brasileiro, nos royalties firmados a partir desta data, e dar recursos para a educação brasileira — disse a ministra da Casa Civil, Gleisi Hoffmann.
Os royalties são compensações financeiras, distribuídas pela União aos estados e municípios produtores, pelos danos ambientais causados pela exploração do petróleo.
Se o projeto, aprovado pelo Congresso, fosse sancionado pela presidente Dilma, o Estado do Rio e seus municípios perderiam R$ 3,4 bilhões apenas no próximo ano.

Mário Luiz (Carioca) com Extra

Dilma veta parcialmente lei sobre royalties do petróleo que prejudicaria o Rio

Uma passeata na última segunda-feira, no Rio, contou com 200 mil pessoas pedindo para que a presidente vetasse o projeto
Uma passeata na última segunda-feira, no Rio, contou com 200 mil pessoas pedindo para que a presidente vetasse o projeto Foto: Gabriel de Paiva/ 26.11.2012
Extra
Tamanho do texto A A A
O governo federal anunciou, na tarde desta sexta-feira, que a presidente Dilma Rousseff sancionou, com vetos, o projeto de lei aprovado no Congresso Nacional, que muda as regras de distribuição dos royalties do petróleo. Caso fosse sancionado, as perdas do Rio até 2020 poderiam chegar a R$ 70 bilhões, segundo cálculos do governo do estado.
De acordo com a decisão tomada por Dilma, apenas os royalties dos novos campos — ainda não explorados — serão divididos com estados não-produtores, mas deverão ser usados exclusivamente para gastos com educação. As novas regras de distribuição dos royalties valerão para os contratos assinados a partir desta data.
— A MP a ser encaminhada ao Congresso tem como premissas o respeito a Constituição, aos contratos, definição de regras claras para garantir retomada de licitações, garantia da distribuição das riquezas a todo o povo brasileiro, nos royalties firmados a partir desta data, e dar recursos para a educação brasileira — disse a ministra da Casa Civil, Gleisi Hoffmann.
Os royalties são compensações financeiras, distribuídas pela União aos estados e municípios produtores, pelos danos ambientais causados pela exploração do petróleo.
Se o projeto, aprovado pelo Congresso, fosse sancionado pela presidente Dilma, o Estado do Rio e seus municípios perderiam R$ 3,4 bilhões apenas no próximo ano.


Leia mais: http://extra.globo.com/noticias/economia/dilma-veta-parcialmente-lei-sobre-royalties-do-petroleo-que-prejudicaria-rio-6887340.html#ixzz2DlJsU0uu

Estudante é condenado a 32 anos de prisão pelo acidente de trânsito que matou três da mesma família


João Paulo deve cumprir 15 anos em regime fechado no Presídio do Roger, na Capital. O júri entendeu que houve crime doloso. São 10 anos por cada vítima

Numa decisão inédita da Justiça paraibana, o estudante João Paulo Guedes Meira foi condenado a 32 anos e seis meses de prisão por ter provocado o acidente de trânsito que matou três pessoas da mesmo família, há cinco anos. O julgamento durou 16 horas e foi realizado no Tribunal do Júri de João Pessoa, capital da Paraíba.O condenado só poderá recorrer, para cumprir parte da sentença em regime semiaberto, após cumprir 15 anos de reclusão.
João Paulo sendo algemadoFoto: João Paulo sendo algemado
Créditos: Foto: Mayara Ramalho
A leitura da sentença, feita pelo juiz Marcos Wiliam de Oliveira, aconteceu por volta das 5h30 desta sexta-feira, 30, no 1º Fórum Criminal Oswaldo Trigueiro Albuquerque Melo, localizado na avenida João Machado (centro de João Pessoa).
João Paulo deve cumprir 15 anos em regime fechado no Presídio do Roger, na Capital. O júri popular entendeu que o acidente automobilístico se enquadra no crime doloso (aquele em que o agente prevê o resultado lesivo de sua conduta ). Ele pegou uma pena de 10 anos por cada pessoa morta e ainda dois anos e seis meses por lesão corporal ao único sobrevivente do acidente.
De acordo com Nina Ramalho - que perdeu ono acidente o pai, o sobrinho e um irmão - essa é a primeira na história da Paraíba que um réu é condenado a prisão em regime fechado por crime de trânsito. “Foi feita Justiça. Foi muito duro presenciar durante todo o julgamento o João Paulo dizerque as vítimas eram qu estavam embriagadas", desabafou.

No acidente, morreram Francisco de Assis (irmão), de 46 anos; e Antônio Ramalho (pai), de 56 anos, além do filho de Francisco, Mateus Ramalho (sobrinho), de 16 anos.
Durante todo o julgamento, João Paulo negou ter ingerido bebida alcoólica e ultrapassado o sinal vermelho. Ele passou quatro anos foragido, antes de se apresentar espontaneamente à Justiça paraibana. O réu se entregou em dezembro de 2011 e, desde então, estava preso. Sobre esse tempo em que ficou foragido, o réu disse que recebeu ameaças anônimas.

Segundo testemunhas do caso, no domingo, 6 de maio de 2007, aproximadamente  às 23h00, um veículo Golf, dirigido pelo estudante João Paulo Guedes Meira, então com 22 anos, cortou a avenida Epitácio Pessoa (que vai da orla marítima de Tambaú até o centro da Capital) em alta velocidade e sem respeitar o sinal vermelho. Ele estaria sob o efeito de álcool e, quando avançou o treceiro sinal vermelho em seguida, no cruzamento da Epitácio com a rua Professor José Leite, acerta em cheio um Fiat, da marca Pálio, matando três pessoas da família Ramalho.

Uma das testemunhas estavam no carro com o réu e afirmou: “Ele havia bebido e furou o sinal vermelho na hora da colisão. Eu cheguei a ver o velocímetro apontando 140 quilômetros por hora. Todas as pessoas que estavam no carro pediam para ele diminuir e ele respondia que, quem quisesse descer, pulasse do carro”.
O promotor de Justiça Alexandre Varandas, que atuou no júri, considerou que a condenação é exemplo para todo o país. “Não se trata de revanchismo judicial, e sim uma mudança no hábito do brasileiro para não beber e dirigir. Trata-se de um crime doloso, onde o réu sabia das consequências que podia causar. “
 O advogado de defesa Ricardo Siqueira disse que vai recorrer da pena junto ao Tribunal de Justiça da Paraíba.

Casos como esse são raros no Brasil. Em julho passado,  seis anos depois de se envolver numa colisão que provocou a morte de duas pessoas em Cabo Frio (RJ), o comerciante Juamir Dias Nogueira Júnior, de 47 anos, foi condenado por homicídio doloso duplamente qualificado a um total de oito anos e nove meses de prisão em regime fechado.

A sentença foi considerada no meio jurídico uma mudança histórica no paradigma da Justiça para tratar crimes cometidos no trânsito: ao condenar o comerciante, a juíza Janaina Pereira Pomposelli, do Tribunal do Júri de Cabo Frio, considerou que Juamir cometeu dolo eventual, assumindo o risco de matar ao se comportar irresponsavelmente na condução de seu carro.

Mário Luiz (Carioca) com Correio

Eike perde título de mais rico do Brasil em ranking da Bloomberg

Bilionário foi superado por Jorge Paulo Lemann, da InBev.
Fortuna de Eike caiu quase à metade desde o final de março.


Eike Batista (Foto: Agência Brasil) 
Eike Batista (Foto: Agência Brasil)
O empresário Eike Batista, do grupo EBX, perdeu nesta sexta-feira (30) o posto de homem mais rico do Brasil, segundo ranking da Bloomberg. O posto, agora, pertence ao investidor Jorge Paulo Lemann, da InBev.
A fortuna de Eike está hoje estimada em US$ 18,6 bilhões quase metade do que ele possuía no final de março, ainda de acordo com o ranking de bilionários da publicação. Lemman, por sua vez, tem US$ 18,9 bilhões.
Até quinta-feira, o ranking mostrava Eike na 35ª posição entre os maiores bilionários do mundo, com US$ 18,9 bilhões, duas posições acima de Lemann, com US$ 18,7 bilhões.
A "virada", segundo a Bloomberg, ocorreu com a queda das ações da OSX – a fabricante de navios de Eike Batista, de 6,35% nesta sexta, enquanto as ações da ABInBev subiram 1,3%.
De janeiro a setembro, as empresas de Eike Batista tiveram prejuízo de R$ 1,68 bilhão – 64% superiores ao prejuízo acumulado ao longo de todo o ano passado, que foi de R$ 1,02 bilhão, segundo dados da consultoria Economatica.
Jorge Paulo Lemann controla, junto com os empresários Marcel Telles e Carlos Alberto Sicupira, a Anheuser-Busch InBev, maior fabricante de cerveja do mundo. Por meio do fundo 3G Capital, os três controlam ainda a rede de fast food Burger King e as Lojas Americanas.
Segundo a "Bloomberg", Eike Batista afirmou, em e-mail, que o Brasil "merece ter mais brasileiros na lista" de bilionários, mas não quis comentar sobre a perda de posição no ranking.
Forbes
Em agosto, a revista "Forbes" colocava os dois empresários em "empate técnico". Segundo os cálculos da revista, o patrimônio de Eike somava R$ 30,26 bilhões, enquanto Lemann possuía R$ 29,3 bilhões.

Mário Luiz (Carioca) com G1

quinta-feira, 29 de novembro de 2012

Novatos brigam por renovação e não descartam presidência da Câmara de Conde

Vereadores novatos se movimentam nos bastidores. Disputa deve se intensificar a partir da diplomação, marcada para 18 de dezembro.


A disputa pela presidência da Câmara no primeiro biênio da Legislatura que assume o mandato em 1º de janeiro – mesma data em que a eleição será realizada – deve ser intensificada a partir de 18 de dezembro, quando os eleitos em outubro serão diplomados. Mas as articulações já estão em andamento.

As articulações para a escolha do novo presidente da Câmara de Conde  estão a todo vapor e a cada dia surgem novos grupos, dispostos a brigarem pelo controle. Em meio às articulações é possível encontrar grupos de 8 integrantes, de vários partidos, incluindo oposição e base, grupos dos eleitos na coligação de Aluísio Régis (PMDB) e até dos novos vereadores, que não querem ser excluídos.

Entre os 11 eleitos, poucos são os que descartam categoricamente a possibilidade de disputar a presidência, casos de Dennis Pontes (PR) e José Muniz (PSDC), veteranos de outras Legislaturas que continuam no Legislativo. 

O vereador Manga Rosa (PMDB) é um dos que defende a renovação na presidência. Ele acredita que com maioria entre os vereadores, com 9 cadeiras, os novatos teriam totais condições para eleger o presidente ou indicar alguém para compor a nova Mesa Diretora.
O vereador entende que os novatos devem brigar por espaço e critica a falta de oportunidade dada pelos vereadores reeleitos. "Ninguém perguntou o que nós pensamos. Os novatos vão brigar por cargos na mesa ou até pela presidência", garantiu.
Manga Rosa afirma que, além dos dois vereadores do PMDB, vereadores de outras siglas, como PTdoB, com Sanderson e PPS, Juscelino, também comungam do pensamento de que os novatos devem brigar por espaço: "Não vamos cair na boca do leão do jeito que eles querem. Estão querendo nos direcionar e não é assim".

O vereador garante que a bancada dos novatos está afinada e o grupo não votará em pessoas que já ocuparam a presidência, como Dennis (PR) e Muniz (PSDC). "Os novos vereadores defendem renovação. Não vamos votar em quem já foi presidente. Estamos construindo para emplacar um novato ou uma renovação", afirmou.

O grupo fez mais uma reunião para articular um nome a ser escolhido presidente da Câmara Municipal em 2013 e 2014. Destas reuniões, quatro nomes surgem como favoritos para assumirem a Casa: Sanderson (PTdoB), Juscelino Correis (PPS), Fábio Tatu (PTdoB) e Manga Rosa (PMDB).

A TV Conde apurou que o grupo reúne oito dos 11 vereadores eleitos: Carlos Manga Rosa (PMDB), Tânia Pimentel (PMDB), Luzimar Nunes (PSD), Ednaldo Barbosa (Naldo Cell) do (PTdoB), Sanderson Duarte (PTdoB), Juscelino Correia, Fábio Melo (Tatu) do (PTdoB) e José Muniz (PSDC).
Nas avaliações de bastidores, Juscelino e Sanderson são considerados os dois nomes mais fortes na disputa.
 O veterano Muniz, por sinal, é considerado o único nome capaz de fazer frente a Dennis nesse momento. Mas tudo pode mudar, como mostrou o episódio de janeiro de 2009.
É esperar para ver o que vai acontecer!



Reportagem: Mário Luiz (Carioca) 


Fotos: Arquivo da TV Conde 

Vídeo na web mostra ação da PM que terminou com algemado morto na Paraíba

Imagens no Youtube mostram ação da polícia em Caldas Brandão.
Versão da polícia é que vítima teria pego arma dentro de viatura e atirado.

Morte de jovem algemado dentro de viatura da PM em Cajá foi filmado; assista aqui
Um vídeo publicado no Youtube mostra uma ação policial em que um homem de 27 anos morreu após ser baleado pela Polícia Militar, no último domingo (25), no distrito do Cajá, em Caldas Brandão, Agreste paraibano. Segundo a versão da polícia, a vítima estava algemado dentro de uma viatura, quando pegou uma arma no banco de trás e atirou contra os policiais. Um Inquérito Policial Militar (IPM) foi aberto pelo Comando da Polícia Militar da Paraíba para apurar o caso.
Na gravação, é possível perceber que pelo menos cinco tiros foram disparados, pouco após um dos policiais militares guardar um equipamento semelhante a uma metralhadora, no banco de trás do veículo. A vítima estaria no porta-malas do automóvel, que não tinha grade de proteção separando as duas partes do carro.
“Ele estava algemado com as mãos para a frente e conseguiu pegar a arma no banco do carro, atirando em um policial que se esquivou. A polícia acabou revidando”, contou o capitão Josinaldo, da Polícia Militar de Caldas Brandão.
Dois tiros sequenciais são disparados, depois de curto intervalo, mais três tiros seguidos. Várias pessoas que estavam observando a prisão fogem com medo dos tiros. Ao se aproximar da viatura policial, o vidro traseiro está estilhaçado e o corpo da vítima estendido na mala do carro.
Entenda o caso
De acordo com o 8º Batalhão da Polícia Militar, a vítima foi presa por desacato e embriaguez ao volante. Por volta de 5h do domingo, o irmão dele estava guiando uma motocicleta próximo à BR-230 sem habilitação e foi abordado por uma guarnição militar. O homem de 27 anos estava em um bar próximo e teria começado a agredir verbalmente os policiais.
A vítima teria ido embora do local em um veículo e retornou em um Fiat Uno, junto com amigos, não permitindo que houvesse a apreensão da motocicleta do irmão. Segundo a polícia, ele resistiu à prisão, agrediu os policiais e disse que não ia permitir que levassem a moto.
“Quando foi finalmente algemado e colocado no interior de uma viatura, ele pegou uma arma pertencente à polícia e que estava dentro do veículo. Atirou contra um policial, que conseguiu esquivar e baixar a arma. Em seguida tentou disparar novamente contra a polícia, sendo então baleado”, informou o Capitão Josinaldo, da Polícia Militar de Caldas Brandão. A vítima chegou a dar entrada no Hospital Regional de Itabaiana, mas morreu minutos depois.
Investigação
De acordo com a delegada Tatiana Matos Barros, designada em caráter especial para presidir as investigações, mais de dez pessoas foram ouvidas entre parentes e testemunhas, além dos policiais envolvidos. “A oitiva dos militares aconteceu ainda no domingo, dia em que as armas dos policiais foram apreendidas, enviadas à perícia e a viatura submetida a exame, além de outros procedimentos realizados”, detalhou.
Uma reconstituição do caso também será feita pela Polícia Civil, com auxílio do Instituto de Polícia Científica (IPC), nos próximos dias. Todo o trabalho está sendo acompanhado pela promotora de justiça da comarca de Gurinhém, Jaíne Didier, que na manhã desta quinta-feira (29) analisou as supostas imagens do crime. O material será submetido à perícia.
Um inquérito policial militar também foi aberto para apurar a conduta dos policiais, que já foram afastados do 8º Batalhão da PM, sediado em Itabaiana. “Além disso, um oficial de outra unidade será designado para acompanhar o processo, a fim de garantir isenção”, informou o subcomandante da Polícia Militar, coronel Francisco de Assis Castro.
O secretário executivo da Segurança e da Defesa Social, Jean Nunes, assegurou que tanto a Polícia Civil quanto a Polícia Militar estão atuando com firmeza, mas também com cautela, já que os policiais envolvidos são conhecidos na região por realizarem um bom trabalho. “Nosso objetivo é finalizar as investigações e relatar o inquérito com autoria e materialidade ao Ministério Público com a maior agilidade possível”, finalizou.

Mário Luiz (Carioca) com G1

Ex-presidente dos EUA George Bush é internado

Ex-presidente dos EUA George Bush é internado
O ex-presidente americano George H. W. Bush foi internado na semana passada no Hospital Metodista de Houston. A informação foi divulgada nesta quinta-feira, 29, pela agência de notícias Reuters, que cita uma porta-voz do local.

A assessora de Bush Jean Becker disse que o ex-presidente, de 88 anos, pai do também ex-presidente George W. Bush, está sendo tratado por causa de uma bronquite. Ela afirmou ainda que ele deu entrada na instituição na última sexta-feira e deve receber alta no fim de semana.

Becker disse ao jornal Houston Chronicle nesta quinta-feira que a doença não ameaça a vida do ex-presidente, mas houve preocupações de que ele pudesse desenvolver pneumonia.

Mário Luiz (Carioca) com Estadão

Músico de banda de forró sofre acidente automobilístico e fratura perna no Sertão

A vítima seguia da cidade de Aparecida, onde reside, para Uiraúna, quando perdeu o controle do veículo

Músico sendo socorrido pelo SAMU
Músico sendo socorrido pelo SAMU
O músico Maxwell Dantas de Sousa, 34 anos, sofreu um acidente automobilístico na noite desta quinta-feira (29), na estrada que liga a cidade de Sousa à Uiraúna, no Sertão paraibano. Ele estava conduzindo sua motocicleta quando colidiu em uma placa de sinalização.
Maxwell é tecladista da banda de forró paraibana ‘Bole Bole’. A vítima seguia da cidade de Aparecida, onde reside, para Uiraúna, quando perdeu o controle do veículo, uma motocicleta de placas OEX-9269 e cor vermelha.
O tecladista foi socorrido por uma viatura do Serviço de Atendimento Médico de Urgência (SAMU), com várias escoriações e uma fratura na perna esquerda, para o Hospital Regional de Sousa, onde segue internado.

Mário Luiz (Carioca) com Correio

Silicone sai do lugar e deixa mulher com bumbum 'invertido'

Mulher publicou vídeo mostrando o defeito da prótese.
Desde o dia 27, vídeo recebeu mais de 100 mil visualizações.

Uma mulher publicou um vídeo na internet no qual mostra o defeito de sua prótese de silicone colocada no bumbum. A mulher consegue girar a prótese, deixando seu bumbum com aparência de "deformado". Assista ao vídeo.
Mulher ficou com bumbum 'deformado' após silicone sair do lugar. (Foto: Reprodução) 
Mulher ficou com bumbum 'deformado' após silicone sair do lugar. (Foto: Reprodução)
Mário Luiz (Carioca) com G1

TCE faz sessão extraordinária nesta sexta para julgar 16 câmaras e 9 prefeituras; confira

TCE faz sessão extraordinária nesta sexta para julgar 16 câmaras e 9 prefeituras; confira

 O Tribunal de Contas da Paraíba vai se reunir, extraordinariamente, nesta sexta-feira (30), a partir das 8 horas, para o julgamento de 37 processos, 16 dos quais referentes a prestações anuais de contas oriundas de 16 Câmaras de Vereadores. Com a sessão plenária, em caráter extraordinário, o TCE concluirá o exame de processos remanescentes da longa pauta da última quarta-feira.
Terão as contas julgadas as Câmaras Municipais de Algodão de Jandaíra, Araruna, Caaporã, Condado, Emas, Esperança, Frei Martinho, Mãe d’Água, Malta, Monteiro, Poço Dantas, Salgado de São Félix, Santa Helena, São Francisco, São Sebastião de Lagoa de Roça e Vieirópolis.
Também serão analisadas as contas de 2011 do Gabinete do Vice-Governador e do Fundo Estadual de Recursos Hídricos e, ainda, recursos procedentes das Prefeituras de Cacimba de Alhandra, Areia, Boqueirão, Catolé do Rocha, Gado bravo, Jacaraú, Santa Inês, São Bento e Tavares.
Mário Luiz (Carioca) com Click PB

Prostituta foge após ficar assustada com tamanho de pênis de cliente

Caso ocorreu na cidade de Mtwapa, no Quênia.
Outro hóspede do hotel fotografou a mulher durante a fuga.

Uma prostituta foi flagrada fugindo depois que ficou assustada com o tamanho do pênis de um cliente em um hotel na cidade de Mtwapa, no Quênia.
Prostituta fugiu após ficar assustada com tamanho de pênis de cliente. (Foto: Reprodução)Prostituta fugiu após ficar assustada com tamanho de pênis de cliente. (Foto: Reprodução)
Segundo o site "Nairobi Wire" e a emissora de TV "HLN", a mulher permaneceu por 15 minutos no quarto de um turista estrangeiro, mas fugiu quando viu que o homem era bem dotado.
“Estou nesse negócio há mais de dez anos, mas nunca me deparei com o que eu vi dentro daquele quarto. Esse homem era extremamente bem dotado”, disse a prostituta.
"Se não tivesse fugido, poderia ter morrido ou ter que fazer pontos”, acrescentou.
Um outro hóspede fotografou com seu celular a mulher enquanto ela fugiu do hotel.

Mário Luiz (Carioca) com O Dia

quarta-feira, 28 de novembro de 2012

Mulher ataca namorada após sumiço de pênis de borracha e vai presa

Caso ocorreu em Rock Hill, no estado da Carolina do Sul.
Arteesha Donaldson jogou tábua de passar roupa na namorada.

Arteesha Donaldson foi presa por agredir namorada. (Foto: Divulgação) 
Arteesha Donaldson foi presa
por agredir namorada. (Foto: Divulgação)
Uma mulher de 24 anos foi presa em Rock Hill, no estado da Carolina do Sul (EUA), acusada de agredir sua namorada porque ela não conseguiu encontrar o pênis de borracha, segundo a emissora de TV "Fox".
De acordo com as autoridades, Arteesha Donaldson jogou a tábua de passar roupa em Latoya Hudson, de 28, após ficar irritada com o sumiço de seu brinquedinho sexual.
Ao ser presa, Arteesha negou a acusação e afirmou que havia jogado a tábua de passar no chão. O incidente ocorreu no dia 22 de novembro.

Mário Luiz (Carioca) com G1

Adolescente é baleado quando estava na frente de casa em João Pessoa

Ocorrência foi registrada no bairro de Cruz das Armas.
Garoto de 14 anos não corre risco de morte.

Equipe do Samu prestou os primeiros socorros na casa do garoto (Foto: Walter Paparazzo/G1) 
Equipe do Samu prestou os primeiros socorros na casa do garoto (Foto: Walter Paparazzo/G1)
Um adolescente de 14 anos foi baleado na perna direita no fim da tarde desta quarta-feira, (28) em João Pessoa, quando estava na frente de casa. A ocorrência foi registrada no bairro de Cruz das Armas.
Uma equipe do Samu foi chamada e prestou os primeiros socorros à vítima, fazendo a contenção do sangue. Em seguida, o rapaz foi encaminhado ao Hospital de Trauma de João Pessoa.

Segundo o sargento Sérgio, do posto policial do Trauma, o garoto não quis informar nada sobre como foi baleado. Ainda de acordo com o policial, ele não corre risco de morte.

Mário Luiz (Carioca) com G1

Polícia Civil prende homem que matou o próprio tio em Monteiro

Briga entre tio e sobrinho acabou em agressões e morte na zona rural de Monteiro


Edeilson é acusado de matar o próprio tio (Crédito: Assessoria da PC)
Em cumprimento a mandado de prisão policiais civis do Grupo Tático Especial da Superintendência de Monteiro, no Cariri paraibano, prenderam José Edeilson Elias Ferreira, 23 anos.
A prisão de Edeilson aconteceu no final da tarde de terça-feira, 27, no sítio Pau Ferro, zona rural de Monteiro, sendo levado para a cadeia pública do município.
Segundo consta de inquérito policial, no dia 3 de abril do ano passado, José Edeilson e seu tio, Sebastião Elias dos Santos, 34 anos, estavam em um bar no sítio Pau Ferro, onde participavam de uma brincadeira. Sem justificativa os dois passaram a discutir, tendo Edeilson dado um soco no tio que revidou.
De posse de uma faca peixeira que conduzia a cinta, desferiu um violento golpe no tórax da vítima, que ainda foi socorrida para o hospital de Campina Grande, onde faleceu antes de receber os primeiros atendimentos.
Após o inquérito policial, foi solicitada a prisão preventiva decretada no dia 3 de outubro do ano passado e renovada no dia 10 de setembro deste ano.
“Bel”, como o acusado é conhecido, conseguiu fugir para Brasília e, pensando que tudo estava esquecido voltou para Monteiro, onde foi preso. Ele está a disposição da Justiça e vai aguardar o julgamento pelo crime de homicídio.

Mário Luiz (Carioca) com WSCOM

Nonato prepara Dossiê da Comunicação que deve ser entregue ao MP e Assembléia

"Vem chumbo grosso", revelou Alta Fonte ligada ao vice-prefeito eleito

O vice-prefeito eleito de João Pessoa, jornalista Nonato Bandeira, também ex-secretario de Comunicação do Governo Ricardo, revelou nesta quarta-feira que só se pronunciará nesta quinta-feira sobre acusações da ex-Secretaria de Comunicação, Tatiana Domiciano, de que encontrou uma Pasta desestruturada e atendendo a questões pessoais, por isso responsabilizava Bandeira pelo desgastes do governo. Alta Fonte assegurou ao WSCOM, que o ex-secretário prepara dossiê sobre o assunto devendo todo o acervo ser entregue ao Ministério Público e aos deputados estaduais na Assembléia Legislativa.


- Posso assegurar que vem chumbo grosso – informou  o amigo do ex-secretário acrescentando que a estratégia do governador Ricardo Coutinho de mandar sua ex-secretaria atacar Bandeira pode significar “levá-lo ao precipício”.


Disse ainda que Bandeira mandou levantar todos os documentos existentes, bem como o CD-Room com a entrevista de Tatiana Domiciano tratada como “ingrata, volúvel e pau mandado do governador”.


Já o ex-secretário, apesar da insistência da reportagem, disse que não se pronunciaria antes de ouvir o conteúdo, mas admitiu: “ estão brincando com fogo”.


Mário Luiz (Carioca) com WSCOM

Bicampeão da Volta da França, Alberto Contador para treinamento ao ver modelo nua

Espanhol pedalava nas Ilhas Canárias quando se deparou com a modelo naturista Naomi Libertine, que posava para fotos no local

 Treinando nesta quarta-feira nas Ilhas  Canárias, o ciclista Alberto Contador, campeão da Volta da França em 2007 e 2009, teve sua atenção desviada do cenário paradisíaco do arquipélago espanhol. Enquanto pedalva o ciclista se deparou com a modelo naturista Naomi Libertine, que estava posando para um ensaio fotográfico no local.
Depois de parar para conferir o ensaio, o ciclista deu prosseguimento aos treinos com sua equipe.
PARTICIPAÇÃO NA 100ª EDIÇÃO DA VOLTA DA FRANÇA ESTÁ AMEAÇADA
Bicampeão da tradicional competição francesa, Contador deixou claro que não está satisfeito com os organizadroes da prova. Em entrevista ao jornal espanhol Marca, ele disse que, se não for convidado logo, não irá participar da próxima edição.
- Se me avisarem só dois meses antes da Volta da França, creio que não irei. Preciso me preparar porque, se for, vou para ganhar. Se não tiver tempo para me preparar juntamente com os meus companheiros, não creio que vá à França - afirmou.

Mário Luiz (Carioca) com Lancenet

Procurado pela polícia: Secretário de escola mata pai de aluno após discussão

Procurado pela polícia: Secretário de escola mata pai de aluno após discussão
No município de Boa Vista, o pai de um estudante foi assassinado pelo secretário da escola onde o garoto estuda. O crime foi registrado na tarde desta quarta-feira, 28. Segundo informações, o barbeiro Milton Vitorino Jovem, de 55 anos, foi assassinado a tiros pelo secretário Jorge Miguel Santos Gomes, de 23 anos, que está sendo procurado pela polícia. Os dois se envolveram uma discussão relacionada ao adolescente, filho da vítima.
O filho de Milton foi reclamado pelo secretário Jorge Miguel e eles tiveram uma discussão. O garoto chegou em casa e falou para seu pai que ele o tinha chamado de ladrão e homem foi na manhã desta tomar satisfações com o secretário.
Testemunhas informaram que, durante a discussão, Milton chegou a agredir Jorge com socos. Inconformado, Jorge saiu da escola, foi até sua casa e pegou um revólver. Conforme a polícia, ele esperou Milton em uma esquina próximo a casa da vítima e disparou um tiro no abdômen. Milton ainda foi socorrido para o Hospital de Emergência e Trauma de Campina Grande, mas não resistiu aos ferimentos e morreu. Jorge está foragido e a polícia realiza diligências.

Mário Luiz (Carioca) com De Olho no Cariri

João Paulo Cunha pega regime fechado; Jefferson semiaberto

Presidente do STF, o ministro Joaquim Barbosa comanda a 49ª sessão do mensalão
Presidente do STF, o ministro Joaquim Barbosa comanda a 49ª sessão do mensalão Foto: André Coelho / Agência O Globo
Ao retomarem nesta quarta-feira o cálculo das penas dos réus condenados no julgamento do mensalão, os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) encerraram a fixação das penas dos condenados. Quarenta e nove sessões após o início dos debates, no dia 2 de agosto, Roberto Jefferson, delator do esquema de compra de votos, foi condenado a sete anos e 14 dias de prisão, em regime semiaberto. Além dele, João Paulo Cunha foi condenado a cumprir pena em regime fechado: nove anos e quatro meses de reclusão, mais multa de R$ 370 mil.
(VEJA COMO FOI O 49º DIA DE JULGAMENTO DO MENSALÃO)
Roberto Jefferson pagará R$ 720,8 mil, referentes a 287 dias/multa. Pelo crime de corrupção passiva, o relator Joaquim Barbosa, que também preside o tribunal, propôs a condenação do presidente nacional licenciado do PTB a quatro anos e um mês de prisão, além do pagamento de R$ 494 mil, referentes a 190 dias/multa.
— Os motivos do delito são extremamente graves pois minam as bases da sociedade livre e democrática. As circunstâncias também são graves. (...) Aliás, o réu, através de negociações com Dirceu, Genoíno e Delúbio, enviou o secretário de seu partido a Portugal para garantir o recebimento de propina. O recebimento de milhões de reais pelo seu partido não significou um crime de consequências mínimas, pelo contrário.
Mas, por conta das colaborações que o réu teria dado ao processo, Joaquim fez nova proposta, reduzindo a pena em um terço, chegando a dois anos, oito meses e 20 dias, mais o pagamento de R$ 304,8 mil, relativos a 127 dias/multa. A posição do relator foi acompanhada pela maioria dos ministros da Corte.
— Roberto Jefferson prestou sempre colaboração fundamental, em especial ao informar os nomes de outros autores da prática criminosa — disse o presidente do STF — É inegável que jamais teria sido instaurada a presente ação penal sem as declarações do réu Roberto Jefferson.

João Paulo é condenado a regime fechado após questão de ordem
Pela prática de peculato, João Paulo Cunha foi condenado a três anos e quatro meses de prisão, mais 50 dias/multa. Já pela prática de corrupção passiva, a condenação foi de 3 anos. Em relação ao crime de lavagem de dinheiro, a condenação foi de três anos, a pena mínima.
- Eu levei em consideração os contatos que ele manteve com Marcos Valério e o motivo do fato dele ter os valores postos em causa, que eram elevados, e o fato de ele ser presidente da Câmara - disse Barbosa, que também ressaltou:
- Uma vez no cargo (de presidente da Câmara), João Paulo Cunha providenciou que fosse logo aberto um procedimento licitatório (em que a SMP&B saiu vencedora) e providenciou que sua esposa fosse á agência sacar valores.
- Ele mercantilizou a função pública.
Antes da fixação da pena de João Paulo por lavagem de dinheiro, o advogado do réu condenado pediu uma questão de ordem. Ele sugeriu que a dosimetria da pena fosse finalizada apenas com a participação do novo ministro do STF, Teori Zavascki. Alberto Toron argumentou que, como Ayres Britto não havia formalizado a dosimetria do caso da lavagem de dinheiro, e o placar da votação em plenário tinha sido 6 a 5 pela condenação, achou que haveria um impasse. Segundo ele, com cinco membros fixando as penas, contra cinco que cinco que absolveram, haveria um empate. A questão foi debatida em plenário, mas foi vencida, não sem antes gerar um bate-boca entre Joaquim Barbosa, Ricardo Lewandowski e Marco Aurélio Mello.
Palmieri: pena prescrita
O advogado Luiz Francisco Corrêa Barbosa, representante de Roberto Jefferson, disse nesta quarta-feira que não está satisfeito com a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) de reduzir a pena imposta ao seu cliente, o ex-deputado Roberto Jefferson (PTB). O advogado disse que a expectativa dele era de absolvição e que depois do julgamento vai recorrer da decisão.
Antes do intervalo, os ministros também analisaram a pena por corrupção passiva para o réu Emerson Palmieri. Segundo a maioria dos ministros com poder de voto nesta matéria, o ex-tesoureiro do PTB teve a pena prescrita.
Pelo crime de lavagem de dinheiro, Palmiere foi condenado a 4 anos, mais 190 dias/multa, ou R$ 247 mil..
- Sua atuação foi intensa e estabeleceu constantes contatos com os demais réus envolvidos no crime - pontuou Barbosa.
Julgamento perto do fim
Na segunda-feira, ainda terão que ser debatidas pelos ministros do Supremo questões como a perda dos mandatos dos parlamentares condenados e o pedido feito pelo Ministério Público de prisão imediata dos réus.

Mário Luiz (Carioca) com Extra

Homens são assassinados a tiros e machadadas em João Pessoa


Os assassinatos estão sendo investigados pela Delegacia de Homicídios, no entanto, ainda não há pistas dos autores dos crimes

Homem morto no bairro das Indústrias

Homem morto no bairro das Indústrias
Dois homens foram assassinados a tiros em João Pessoa na tarde desta terça-feira (27). Em um dos casos a vítima foi atingida no olho, por um disparo de espingarda calibre 12.
De acordo com a Polícia Civil, o primeiro assassinato foi registrado na Comunidade Carandiru, no Bairro do Valentina Figueiredo. Anderson Fernandes Duarte, de 23 anos, conhecido como ‘Édson Gabiru’, morreu após ser baleado com um tiro no abdômen e receber machadadas na cabeça.
Ele foi socorrido para o Hospital de Emergência e Trauma Senador Humberto Lucena, mas não resistiu aos ferimentos e morreu a caminho da casa de saúde. Investigações da polícia apontam que a morte de Anderson pode ter sido motivada pelo envolvimento da vítima com o tráfico de drogas.
Já no Bairro das Indústrias, Cláudio Wellington, 27 anos, estava em frente a uma borracharia trocando o pneu de uma motocicleta quando foi surpreendido por um homem que efetuou um disparo de espingarda calibre 12 em direção a sua cabeça. A vítima foi atingida no olho e morreu no local do crime.
Os assassinatos estão sendo investigados pela Delegacia de Homicídios, no entanto, ainda não há pistas dos autores dos crimes.

Mário Luiz (Carioca) com Correio

Casal usa garrafas pet e pneus para construir casa em Campo Grande

Moradia ecológica foi construída em bairro da periferia de Campo Grande.
Dona de casa afirmou que necessidade motivou construção com material.

Galeria 8 - Casa construída com garrafas pet e pneus em Campo Grande MS (Foto: Fernando da Mata/G1 MS) 
Portal na entrada da casa construído com garrafas pet (Foto: Fernando da Mata/G1 MS)
Sem querer, um casal de Campo Grande adotou princípios de sustentabilidade e utilizou garrafas pet para construir a casa onde mora. A dona de casa Maria Aparecida Fernandes, 41 anos, afirmou ao G1 que a construção ecológica custou apenas R$ 5 mil, economia bem-vinda para o apertado orçamento familiar.
“Foi por necessidade. Nós não tínhamos como comprar material para construir, por isso fomos juntando garrafas e outros materiais que achávamos em entulhos”, contou Maria Aparecida sobre o que levou a família a fazer a escolha. Segundo ela, a iniciativa partiu do marido após assistir a uma reportagem na televisão sobre construções sustentáveis.
“Nós vimos na TV uma casa com garrafa e resolvemos fazer. Depois disso, ele foi juntando tudo e colocando no carro. Ele cansou de catar pneu e garrafas pet, tudo do lixão e das lixeiras das casas. Construímos mesmo sem ter nada no papel nem maquete”, disse, alegando que não contabilizou o total de garrafas utilizadas na construção.
O quarto dos filhos foi o primeiro cômodo construído e, em seguida, foi a vez do banheiro. Os dois, de acordo com a dona de casa, ficaram prontos em seis meses. Os principais materiais utilizados na construção foram garrafas cheias de água e presas com reboco, forros de PVC e telhas de alumínio na cobertura, alguns tijolos utilizados para compor pilares e retalhos de piso.
Galeria 1 - Casa construída com garrafas pet e pneus em Campo Grande MS (Foto: Fernando da Mata/G1 MS) 
Luz natural reflete em garrafas com água e ilumina banheiro (Foto: Fernando da Mata/G1 MS)
O portal de acesso foi erguido com garrafas vazias, arames e pedaços de madeira para sustentação. Para compensar a inclinação do terreno entre a entrada e a casa, uma escada foi feita com pneus no alicerce e retalhos de piso no acabamento. Segundo a dona de casa, a construção dessa parte durou dois meses.

Mário Luiz (Carioca) G1

Jovem de 19 anos é perseguido e morto no bairro do Cristo em JP

Vítima conversava com com um primo numa esquema quando foi alvejado pelos disparos


Jobson morreu no local do crime (Crédito: Aguinaldo Mota)
O jovem Jóbson Alexandre da Silva, 19 anos, que morava na Rua Silvino Montenegro, foi assassinado na noite de terça-feira, 27, no bairro Cristo Redentor, em João Pessoa.
O crime aconteceu no final da noite na Avenida Brasil que fica na Comunidade Novo Horizonte. Um primo da vítima que também estava no local conseguiu fugir e não foi atingido pelos disparos.
O cabo França da Cavalaria, que esteve no local e fez o isolamento, disse que a vítima estava conversando com o primo numa esquina daquela comunidade, quando foram surpreendidos por dois homens que estavam em uma moto de cor escura.
Informações dão conta que a dupla da moto mandou os jovens correrem. O primo de Róbson conseguiu fugir, mas ele foi perseguido e baleado com dois disparos de arma de fogo e morreu no local.
A polícia investiga o que poderia ter motivado o crime, já que não há informações sobre o envolvimento da vitima com a criminalidade.
Até o momento não há informações sobre a autoria do homicídio. O corpo foi periciado e encaminhado à Gerência Executiva de Medicina e Odontologia Legal, onde ficará a disposição dos familiares para o sepultamento.
 
Mário Luiz (Carioca) com WS Com

RC vê adversário histórico ganhar força e tese de polarização política em 2014 sair por entre os dedos

RC vê adversário histórico ganhar força e tese de polarização política em 2014 sair por entre os dedos 
BAQUE: Ricardo vê adversário histórico ganhar força e tese de polarização política em 2014 sair por entre os dedos

A manutenção do ex-governador José Maranhão no comando do PMDB, tirou literalmente o sono do governador Ricardo Coutinho (PSB) em contar com o mais im portante partido da Paraíba no seu palanque e consequentemente observar um cenário político bastante ‘nebuloso’ para 2014.

Tudo por conta da consolidação e do compromisso estabelecido por Zé que fincou o pé e externou a tese: “O PMDB tem candidato e o nome é o de Veneziano!”

Postura que provocou a ira de Ricardo que sonhava em ver Zé Maranhão distante do comando da legenda, facilitando consequentemente uma tese de entendimento com o ex-senador Wilson Santiago que sonhava em novamente disputar a senatoria.

Com isso, Ricardo vê quase de uma maneira irreversível, a possibilidade do lançamento de duas candidaturas competitivas para tentar destroná-lo do Palácio da Redenção, pois além do PMDB, o grupo político capitaneado pelo prefeito eleito de João Pessoa Luciano Cartaxo (PT), pode lançar candidato próprio, conjuntura bastante desfavorável ao socialista.

Outra possibilidade que tem incomodado bastante o ‘mago’ , diz respeito a possibilidade do senador Cássio Cunha Lima (PSDB), se insubordinar e lançar-se candidato ao Governo em 2014, o hoje aliado admite ser ‘elegível’, porém movimenta-se nos bastidores admitindo reservadamente a possibilidade de peitar o governador nas eleições estaduais.

Tal constatação, nos leva a crer que mesmo com a ‘caneta’ na mão, Ricardo não poderá implodir projetos adversários, lembrando episódio vivido nas eleições em 2008, quando asfixiou a oposição, enfrentando João Gonçalves que se quer contou com o apoio integral do PSDB.

Especulações a parte, Ricardo sabe que enfrentará uma parada dura em 2014, ‘Vené’ está confirmado, Agra e Cássio permeiam o sonho dos que fazem a oposição na Paraíba, e derradeiramente, a recondução de Maranhão no PMDB, foi um duro golpe naqueles que pensavam em esvaziar, ou polarizar as eleições em 2014.

Mário Luiz (Carioca) com PB Agora
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...